100%

História da Câmara Municipal de Vereadores de Santa Rosa

A história política de um município é escrita pelo Poder Legislativo. É na “casa do povo” que acontecem os grandes debates para construção de uma sociedade pujante e igualitária.
A primeira legislatura aconteceu em 1935, cuja posse dos primeiros vereadores ocorreu em plenas comemorações natalinas, tendo como seu primeiro presidente o Sr. Alfredo Leandro Carlson.
A partir de então se realizou a primeira eleição pelo voto direto, que indica Oscar Germani para Prefeito, fruto de um consenso entre as duas correntes políticas locais, a Frente Única e a Chapa Colonial.
A elaboração da primeira Lei Orgânica de Santa Rosa, foi essencial para a organização do Município, cujo documento, escrito a próprio punho por Carlson estabelecia que os Vereadores não teriam vencimentos e sim uma ajuda de custos. Os decretos seguintes estabeleceram regras sobre concessão e vendas de terras, vencimento do funcionalismo, orçamentos e criação da guarda municipal.
Em 10 de novembro de 1937, as tropas cercam o Congresso Nacional, que é dissolvido e Getúlio Vargas anuncia a implantação do Estado Novo, outorgando uma nova Constituição. Em 23 de novembro, Alfredo Carlson escreve a punho a ata de encerramento das atividades do Poder Legislativo. A ditadura fecha o parlamento por 10 longos anos.

(Transcrição da ata mantendo a grafia original)
"Aos vinte e três dias do mez de novembro de mil novecentos e trinta e sete, nesta villa de Santa Rosa, Estado do Rio Grande do Sul, no edifício da Prefeitura Municipal presente ao Sr. Alfredo Leandro Carlson, ex presidente da Câmara Muncipal de vereadores, por ele foi declarado que em virtude da promulgação da nova Constituição Brasileira, muito embora não haja recebido communicação official de quaisquer autoridades sobre o fechamento das Câmaras, resolvia pelo conhecimento que tem sobre o caso pela divulgação, por meio dos jornais, encerrar para todos os efeitos os trabalhos, devendo a secretaria comunicar tal facto ao Exmo. Sr. General interventor federal, e logo em seguida organisar o respectivo archivo até 30 do corrente, actos esses praticados pelo respectivo funcionário director da Secretaria. Do que para constar e para todos os efeitos lavrou-se a presente acta que vae devidamente assignada".
                                                       Alfredo Leandro Carlson (assinatura).

Memorial